A Criança e a Generosidade

Postado em 17/09/2019

A Criança e a Generosidade

Muito provavelmente você quer formar um filho generoso e de bom caráter, mas pode ser difícil descobrir como fazê-lo. É bastante fácil ensinar uma criança a andar de bicicleta ou escovar os dentes - mas como podemos ensiná-la a ser compassiva?

Bem, seguindo instruções de profissionais, apresentamos algumas dicas de como você pode despertar a compaixão em seu filho, vejamos:

O exemplo começa em casa. As crianças precisam ter satisfeitas as suas próprias necessidades emocionais para que então elas possam satisfazer as necessidades dos outros. Portanto, sempre que surgir uma oportunidade, deixe que seu filho possa expressar suas emoções livremente.

Aponte as conseqüências do comportamento do seu filho. Mesmo que uma ação cruel não seja intencional, é importante explicar como o comportamento ofensivo afetou uma outra pessoa. Diga algo como: "Você deixou seu amiguinho triste quando tirou o brinquedo dele. Como você se sentiria se alguém tirasse de você o seu brinquedo favorito?". Essa abordagem fornece uma compreensão de como a outra pessoa pode estar se sentindo, em vez de simplesmente mostrar que o comportamento dele está errado. O tom em que você transmitir esta informação também é vital, os pais mais eficazes são aqueles que geralmente falam com amor aos filhos, mas utilizam uma voz grave e firme ao descrever as conseqüências da maldade de seus filhos.

Estique os usuais limites e amplie seu círculo. Falar sobre a tolerância é uma coisa, mostrar é outra. Procure incluir em suas vidas pessoas de outras etnias ou outras religiões semelhantes à sua, por exemplo se você é evangélica, procure ser amiga de pessoas católicas sem entrar em discussão religiosa. Da mesma forma, se você é negra, procure ter amigos brancos sem reparar na cor deles. Ensine seu filho a enxergar o "ser humano" nas pessoas, e não a cultura, a cor ou crença delas.

Cuidar requer prática. Ajude seu filho a encontrar oportunidades de fazer boas ações. Ajudar os outros não só tornará seu filho consciente das necessidades de outras pessoas como também irá torná-lo consciente do seu poder de fazer a diferença.

Ensine pelo exemplo. Segure a porta para um idoso ou para uma senhora empurrando um carrinho de bebê. Sempre que você for gentil, explique a importância desse ato ao seu filho. Quanto mais generosidade você mostrar, mais você vai trasmití-la em seu filho.

Seja clara sobre seus valores. Se você quer que seu filho interiorize o valor das virtudes que você tem, então deve educá-lo sobre aquilo que você acredita. No cotidiano de nossas vidas existem inúmeras oportunidades para envolver as crianças na conversa moral, aproveite e eduque seu filho a refletir sobre questões importantes.

Seja o modelo de boas maneiras. Insista para que todos os membros da família usem boas maneiras no lar. Boas maneiras são realmente a "regra de ouro na educação infantil".

Atribua tarefas domésticas. Mesmo que seja mais fácil sendo você mesma limpando a mesa ou colocando a roupa para lavar, é importante deixar que seu filho participe nas tarefas domésticas.

Ocupe seu filho em atividades positivas. É fundamental canalizar a notável energia do seu filho em atividades positivas, como esportes, passatempos, música ou em outras formas de arte. Tais atividades promovem o altruísmo, a capacidade de cuidar e cooperar e também fornece ao seu filho um sentimento de realização.

 

Outras Notícias

 

10 dicas e 13 motivos para usar celular na aula
Postado em 16/11/2019

Apesar de ainda haver alguma resistência aqui ou ali, os governos de todo o mundo estão cada vez mais atentos sobre a necessidade de se colocar as tecnologias móveis, como celulares e tablets, a serviço da educação. Mas como só vontade não ga...
leia mais »

Gagueira infantil: o que você precisa saber
Postado em 09/11/2019

O pai tem, o avô também. Gagueira, em 55% dos casos, é distúrbio determinado por fatores hereditários, mas há casos em que ela se faz notar na infância sem se saber bem por quê. "É a chamada gagueira de desenvolvimento", conta ...
leia mais »

Nem tudo é bullying na escola
Postado em 02/11/2019

Especialistas alertam que a superproteção dos pais e da escola pode atrapalhar o desenvolvimento das crianças

A cena é cada vez mais comum. Basta a criança discutir com um colega, receber uma crítica em classe, ser recusada na brincadeira organi...
leia mais »